quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Extinto Concursos para Técnico em Arquivo das IFES

O decreto do presidente Michel Temer No 9.262, de 9 de janeiro de 2018 extinguiu 60,9 mil cargos da administração pública que já estão vagos ou que dependeriam de novos concursos públicos.

Dentre os cargos extintos, conforme anexo I e II, estão algumas vagas de Arquivistas e Técnico de Arquivo em muitas Instituições Públicas Federais, que passarão a valer a partir de 18 de março de 2018.

O que entrou em vigor automaticamente com este decreto foi a proibição de novos concursos públicos e a para os concursos já previstos, a proibição da ampliação do número de vagas adicionais em relação ao que foi previsto inicialmente nos editais.

Dentre os cargos descritos do Anexo IV, que englobam a carreira de Técnicos em Assuntos Educacionais das IFES (Universidades e Institutos), e que tem maior impacto para os Arquivos, são os cargos de Técnico em Arquivo para o nível médio, e o de Restaurador de nível superior.

Muitas Universidades, Institutos Federais e Fundações que estão com esses códigos de vaga livre, não poderão realizar novos concursos públicos. Os que candidatos da área da arquivologia, que desejavam conquistar uma vaga enquanto servidores Públicos Federais através do cargo de Técnico em Arquivo, face a este Decreto não poderão mais.

Confira abaixo todos os cargos de nível médio e superior da carreira das IFES.
CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

DESENHISTA - PROJETISTA
DIAGRAMADOR
MECÂNICO APOIO MARITO
TÉCNICO EM ARQUIVO
TÉCNICO EM EDUCAÇÃO FÍSICA
TÉCNICO EM ESTRADA
TÉCNICO EM MICROFILMAGEM
TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO
TÉCNICO EM SECRETARIADO

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR
CENÓGRAFO
DIRETOR DE IMAGEM
DIRETOR DE PROGRAMA
ECONOMISTA DOMESTICO
ENFERMEIRO DO TRABALHO
IMEDIATO
PRIMEIRO CONDUTOR
RESTAURADOR
REVISOR DE TEXTOS
SECRETARIO EXECUTIVO
TECNÓLOGO EM COOPERATIVISMO
TRADUTOR INTERPRETE

A íntegra do Decreto pode ser acessada através do link abaixo:
No 9.262, de 9 de janeiro de 2018

6 comentários:

  1. E para quem é técnico em Arquivo e foi nomeado antes do decreto???

    ResponderExcluir
  2. Prezado Roger Martins, você que foi nomeado para o cargo de Técnico em Arquivo para a Universidade de Brasília - UnB em 27 de dezembro de 2017, não muda nada. Deve tomar posse, seguindo os trâmites normais para assumir o cargo público. Parabéns, você teve muita sorte.

    ResponderExcluir
  3. E para os próximos concursos? Há o da UFMG com 1 vaga para técnico em arquivo. O que pode acontecer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A UFMG recebeu 2 codigos de vaga, mas como não alterou o edital, de acordo com a portaria, vai realizar o concurso e nomear apenas 1 candidato.

      Excluir
    2. Mesmo tendo codigo de vaga livre na UFMG

      Excluir
    3. Obrigado. Olhando o decreto, o cargo de Arquivista (Superior) também foi extinto em alguns órgãos federais. Esse (des)governo é inacreditável.

      Excluir